Justus e Francischini terão concorrência pela CCJ | Jornal Plural
22 jan 2019 - 0h00

Justus e Francischini terão concorrência pela CCJ

Enquanto Nelson Justus (DEM) e Fernando Francischini (PSL) se engalfinham pelo comando da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa, um terceiro nome…

Enquanto Nelson Justus (DEM) e Fernando Francischini (PSL) se engalfinham pelo comando da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa, um terceiro nome vai comendo pelas beiradas. Tiago Amaral (PSB) já não esconde que também é candidato – e pode lucrar com a guerra dos dois supostos favoritos.

Filho de Durval Amaral, conselheiro do Tribunal de Contas, Tiago está na CCJ desde 2015, quando assumiu como deputado pela primeira vez. Não é tão próximo a Ratinho Jr. (PSD), mas também não chega a ser um problema para o governador. É do tipo, digamos, diplomático.

Pesando contra seu nome, há o fato de Tiago e seu pai terem sido delatados como possíveis beneficiários de depósitos da Operação Quadro Negro. No entanto, na Assembleia é difícil saber se isso pesa… O próprio presidente Ademar Traiano (PSDB) está na mesma condição e deve ser reeleito.

A eleição deve acontecer entre os membros da CCJ na primeira reunião do ano, assim que os novos deputados tomarem posse, em fevereiro.

Últimas Notícias