Justiça suspende decisão que baixava pedágio da 277 | Jornal Plural
22 jul 2019 - 12h53

Justiça suspende decisão que baixava pedágio da 277

Juiz considerou que concessionária cobrou mais do que devia durante sete anos

A Justiça determinou uma redução de 77,63% nas tarifas praticadas pela Caminhos do Paraná, uma das seis concessionárias de pedágio que atuam no Anel da Integração. A decisão é do dia 16, mas só foi divulgada nesta segunda (22). No entanto, já não vale mais.

Nesta segunda, o próprio juiz da 4ª Vara Federal de Curitiba, Marcos Roberto Araújo dos Santos, que deu a decisão original, cassou a liminar, dizendo que a concessionária tem direito de recorrer antes que o novo valor seja aplicado.

A concessionária Caminhos do Paraná responde por um trecho de 405,8 quilômetros, que compreende as rodovias BR-277 (Guarapuava – São Luís do Purunã); BR-373 (Trevo de Caetano – Relógio; BR-476, (Lapa – Araucária), e PR-427 (Porto Amazonas – Lapa).

As praças de pedágio da concessionária estão instaladas em Prudentópolis/Relógio, Irati, Porto Amazonas, Imbituva e Lapa. O valor das tarifas varia de R$ 12,00 a R$ 13,70.

O motivo da redução seria o sobrepreço que teria sido cobrado durante sete anos, entre 1998 e 2005, o que levou a empresa a ter lucros excessivos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias