Juíza condena governo por baixar salários de professores PSS | Jornal Plural
25 set 2019 - 22h43

Juíza condena governo por baixar salários de professores PSS

Decisão diz que gestão Beto Richa errou ao reduzir pagamento de temporários

A 1ª Vara da Fazenda Pública deu ganho de causa ao Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública no Paraná (APP-Sindicato) em processo movido contra o governo do estado por redução nos salários dos professores contratados via Processo Seletivo Simplificado (PSS). A ação pode beneficiar cerca de 20 mil professores substitutos que atuaram em 2018.

O edital publicado no dia 15 de dezembro de 2017 previa remuneração de R$ 1.226,73 por 20 horas trabalhadas. Nos editais anteriores, o valor era de R$ 1.415,78, quase R$ 200 mais alto.

Percebendo a irregularidade, a APP-Sindicato notificou a Secretaria de Estado de Educação (Seed) e tentou reverter a situação por meio de ofícios, reuniões, atos e mobilizações, sem sucesso.

“Após esgotar toda a tentativa de diálogo sobre a imoralidade de reduzir os menores salários do funcionalismo, decidimos entrar pela via jurídica pedindo a suspensão do edital e alegando o princípio de descumprimento do direito à irredutibilidade salarial”, afirma o secretário de Assuntos Jurídicos da APP-Sindicato, professor Mario Sérgio de Souza.

O estado ainda pode recorrer à decisão, mas para o professor Hermes Silva Leão, presidente da APP-Sindicato, a vitória em primeira instância já é motivo para comemorar: “essa decisão judicial demonstra o acerto da luta que fizemos contra a redução dos mais baixos salários dos servidores do estado.”

Últimas Notícias