Hospital da UEPG suspende cirurgias e exames | Jornal Plural
18 fev 2020 - 19h06

Hospital da UEPG suspende cirurgias e exames

Medida é parte do processo de definição de vocações das instituições hospitalares

Os usuários do Hospital Universitário dos Campos Gerais que precisarem realizar exames de mamografia ou cirurgias não emergenciais em urologia e neurologia terão que se deslocar para outros centros de atendimento na região de Ponta Grossa ou de Curitiba. O hospital, administrado pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), suspendeu os serviços citados devido ao processo de redefinição das áreas de atuação e ao aumento da demanda de atendimentos de emergência.

Em entrevista ao blog da Mareli Martins, o diretor do Hospital Universitário dos Campos Gerais, Rogério Clemente, explicou que o processo de definição de vocações – determinar em que áreas o hospital irá investir – é algo natural. “Cada hospital procura sua vocação. Existem outros hospitais na rede que oferecem estes serviços. Estamos numa fase de discussão dos pactos com a Secretaria de Saúde, trata-se de um pacto de ambas as partes. O nosso foco são as cirurgias de emergência”, afirmou o diretor.

Segundo a Secretaria de Saúde do estado, os exames de mamografia podem ser realizados em dois outros prestadores de serviços da região: Clinica da Imagem, em Ponta Grossa, e MK Clinic, em Jaguariaíva. O Teste de Esforço é oferecido nos ambulatórios habilitados em Cardiologia do Hospital Santa Casa de Misericórdia e do Hospital Bom Jesus, ambos em Ponta Grossa.

As cirurgias eletivas nas áreas de neurologia e urologia são realizadas em instituições localizadas na grande Curitiba. A referência em neurocirurgia é o Hospital Rocio, em Campo Largo, via sistema de regulação estadual. Os pacientes que necessitam de cirurgias em urologia são encaminhados para Tratamento Fora do Domicílio (TFD) em Curitiba, já que não há prestador de referência na especialidade.

Colaborou Rafaela Moura.

Este texto é de responsabilidade do autor/da autora e não reflete necessariamente a opinião do Plural.

Últimas Notícias