Greca escreve peça sobre Curitiba e usa espaços públicos para encená-la | Jornal Plural
Clube Kotter
27 mar 2019 - 9h00

Greca escreve peça sobre Curitiba e usa espaços públicos para encená-la

Auto de Fundação da cidade está sendo apresentado nas ruas da cidadania e teve sessão para vereadores

O prefeito Rafael Greca (DEM) sempre quis ser poeta – até já publicou alguma coisa por aí, o que foi suficiente para ser eleito “imortal” da Academia Paranaense de Letras. Agora, voltou à carga e cometeu um Auto de Fundação de Curitiba. Aproveitando que é ao mesmo prefeito e autor, mandou que levem sua obra-prima aos quatro cantos da cidade.

Segundo ele, o texto foi escrito em parceria com sua esposa, Margarita Sansone. Quem encenou foi o direto Édson Bueno. Além de fazer apresentações nas Ruas da Cidadania, Greca fez questão de ter uma récita especial para seus vereadores – que além de votar com o prefeito tiveram de assistir e aplaudir o seu trabalho.

De apenas dez minutos, o auto conta a relação entre os índios e os primeiros europeus que chegaram aqui como se fosse um filme de Sessão da Tarde. “Esses índios estavam numa boa até que apareceu uma turma da pesada que começou a maior confusão.” Mas o clima é mais para o feliz-romântico, em que todos se dão bem e a cidade é uma maravilha.

Brincadeiras à parte, seria de o Ministério Público ver se o prefeito ficar espalhando seu próprio trabalho, “uma obra que revela nosso amor por Curitiba”, com dinheiro público, e usando estruturas públicas, um ano antes de tentar a reeleição não se encaixa em abuso de poder.

Últimas Notícias