Governo Ratinho estuda cortar auxílio-transporte de funcionários | Jornal Plural
Clube Kotter
28 abr 2020 - 12h17

Governo Ratinho estuda cortar auxílio-transporte de funcionários

APP afirma que corte equivaleria a redução salarial

O governo do Paraná estuda o corte do pagamento de auxílio-transporte de todos os funcionários públicos que estão em isolamento ou home-office durante a pandemia do coronavírus. A informação foi confirmada ao Plural por deputados ligados ao governo.

O governo do estado afirma que tem problemas de caixa, com a redução da atividade econômica e a diminuição de receitas do ICMS – principal tributo da composição de recursos da administração estadual. Para compensar isso, seria necessário diminuir custos.

A APP-Sindicato, que representa professores e servidores da educação pública, protestou nesta terça (29) contra a possibilidade, dizendo que isso equivale a um corte de salários. Hoje, o auxílio é pago em dinheiro e foi incorporado à remuneração, inclusive com incidência sobre décimo terceiro e férias.

“Além de ter que se preocupar com as questões de saúde e as medidas de isolamento, problemas com desemprego nas famílias, agora o governo quer reduzir os salários daqueles que recebem os menores salários do Paraná”, afirmou Hermes Leão, presidente do Sindicato.

Hoje, segundo a APP, um professor regime PSS, por exemplo, recebe cerca de R$ 1400 de salário e R$ 413 de auxílio-transporte.

Este texto é de responsabilidade do autor/da autora e não reflete necessariamente a opinião do Plural.

Últimas Notícias