FAS pode ficar na mão de político evangélico pela primeira vez | Jornal Plural
29 jan 2019 - 0h00

FAS pode ficar na mão de político evangélico pela primeira vez

O prefeito Rafael Greca (PMN) deve entregar a presidência da Fundação de Assistência Social (FAS) de Curitiba para um dos mais importantes líderes evangélicos da…

O prefeito Rafael Greca (PMN) deve entregar a presidência da Fundação de Assistência Social (FAS) de Curitiba para um dos mais importantes líderes evangélicos da Câmara, o vereador Thiago Ferro (PSDB). O tucano é pastor da igreja Sara Nossa Terra e é filho do bispo Cirino Ferro, uma liderança importante da cidade.

Caso se confirme, essa será a segunda mudança na presidência da FAS em pouco mais de dois anos da gestão Greca. A área era uma das principais promessas do prefeito, principalmente em função da situação dos moradores de rua, mas ele está longe de conseguir resolver o problema.

Segundo o Plural apurou, o convite a Thiago Ferro aconteceu como parte das negociações para que Sabino Picolo (DEM) fosse eleito presidente da Câmara, no fim de 2018. Era preciso acomodar o tucano, para viabilizar uma chapa única liderada pelo candidato do DEM – partido para o qual Greca pode migrar antes da tentativa de reeleição.

Nem a prefeitura nem o vereador confirmam por enquanto a troca no primeiro escalão, mas vários vereadores ouvidos pelo Plural e que são próximos ao prefeito confirmam o convite. “Ele foi convidado e aceitou”, diz um dos integrantes da base de Greca. “Só não vai se não quiser, se mudar de ideia.”

Com a mudança, existe a possibilidade de a FAS, que atende a população mais carente da cidade, passar pela primeira vez para as mãos de um político com cargo eletivo – tradicionalmente, o posto é da primeira dama.

Também será a primeira vez que o comando da pasta será exercido por alguém ligado a um sacerdócio – o que, em tese, poderia causar uma mudança de rumos no trabalho laico realizado pela Fundação, que resgata moradores de rua, por exemplo.

O Plural tentou contato com Thiago Ferro mas o vereador não atendeu às ligações.

Últimas Notícias