Deputados fingem que reabertura da Estrada do Colono é "consenso" | Plural
19 ago 2019 - 6h44

Deputados fingem que reabertura da Estrada do Colono é “consenso”

Em caravana pelo interior, políticos defendem estrada polêmica sem ouvir ambientalistas

Os deputados estaduais estão percorrendo toda a região sudoeste e oeste do Paraná para “debater” a reabertura da Estrada do Colono, que cruza o Parque Nacional do Iguaçu. O trecho de 17 quilômetros foi fechado porque se chegou à conclusão de que os danos ambientais que causava eram grandes demais.

Agora, a caravana de deputados vai tentando demonstrar que haveria um consenso em relação à reabertura. De fato, entre os políticos, a posição vem se mostrando curiosamente majoritária. Desde o governo Ratinho Jr. (PSD) até a oposição petista com votos na região, todos têm defendido a reabertura.

“A quem interessa deixar a Estrada do Colono fechada?”, disse em Capanema o chefe da Casa Civil de Ratinho, Guto Silva (PSD), eleito deputado por Pato Branco. Guto disse que o governo vai ajudar “no que for necessário” para reabrir o trecho.

Pela esquerda, Luciana Rafagnin (PT) e Professor Lemos (PT), ambos eleitos pela região, também disseram que o melhor é reabrir. “Queremos uma estrada ecológica que una nossas regiões, que promova o desenvolvimento e mantenha o respeito às nossas riquezas naturais”, disse Luciana, que se elege pelo Sudoeste.

A caravana, porém, só ouve políticos, que dependem de fazer agrado à população local para ter votos. Longe de ser consenso, entre ambientalistas e técnicos há muitas dúvidas sobre a estrada. Mas eles não participam dos “debates”.

Últimas Notícias