De olho em reeleição, Greca já emprestou mais de R$ 150 milhões para asfalto | Jornal Plural
29 jan 2020 - 23h40

De olho em reeleição, Greca já emprestou mais de R$ 150 milhões para asfalto

Prefeito tenta asfaltar 100% da cidade, o que lhe daria um argumento para a reeleição em outubro

O prefeito Rafael Greca (DEM) começou o último ano de mandato, que é também o ano em que tentará a reeleição, com três quartos de uma de suas principais promessas de campanha cumpridas. Segundo conta dele mesmo, já são 300 quilômetros de asfalto pela cidade. Ele prometeu 400.

Sabendo que essa será uma arma importante na campanha de outubro, Greca anda faceiro da vida. Nas redes sociais, comemorou o número com uma comparação inusitada. “300km de asfalto dentro Curitiba – 1 km a mais do que a distância daqui a Floripa (299 km)”, disse.

A quilometragem recapada corresponde a 75% do anunciado na campanha de 2016. Na reta final do mandato, o prefeito corre para cumprir a promessa de “pavimentar 400km de ruas, tornando Curitiba 100% asfaltada.”

O que também terá de ser discutido, porém, é o custo dessas obras para a cidade. Ao longo dos três anos, Greca fez a Câmara aprovar um endividamento de R$ 150 milhões só para asfalto, além de um outro empréstimo de R$ 250 milhões que também é parcialmente destinado a recape (o valor, neste caso, jamais foi divulgado).

Os empréstimos exclusivos para asfalto vieram de dois bancos federais (Caixa e Banco do Brasil) e da Agência de Fomento. Tanto no Banco do Brasil quanto na Caixa Econômica, Greca pegou R$ 60 milhões, prometendo fazer 50 quilômetros de asfalto em cada caso, sempre substituindo saibro em ruas de periferia.

Segundo a prefeitura, Curitiba tinha apenas 6% de suas ruas sem asfalto ou algum tipo de pavimentação asfáltica (como antipó, por exemplo). Deixar a cidade com 100% de cobertura seria uma bela jogada de marketing.

Para isso, Greca também tem investido pesado em publicidade. Até o último balanço, tinha investido R$ 7,5 milhões em propaganda para avisar os eleitores do que andava fazendo.

Faltando menos de nove meses para a eleição, a dúvida agora é quão perto dos 100% o prefeito conseguirá chegar.

Colaborou Rafaela Moura.

Últimas Notícias