Curitiba deve ter protesto de grevistas ainda maior nesta terça | Plural
9 jul 2019 - 5h23

Curitiba deve ter protesto de grevistas ainda maior nesta terça

Na semana passada, protesto reuniu 15 mil pessoas no Centro Cívico da capital

Os funcionários públicos paranaenses das diversas categorias que estão em greve fazem nesta terça-feira um novo protesto no Centro Cívico de Curitiba. Segundo os organizadores, a ideia é ultrapassar o tamanho do último evento do gênero, quando mais de 15 mil pessoas foram às ruas cobrar do governo Ratinho Jr. (PSD) uma proposta de reposição da inflação.

De acordo com o comando de greve, várias caravanas do interior chegam à capital nesta terça. A concentração dos grevistas será na Praça 19 de Dezembro, a praça do Homem Nu. De lá, eles seguem em passeata para a Praça Nossa Senhora da Salete, em frente ao Palácio Iguaçu e à Assembleia Legislativa.

O protesto da semana passada deu frutos: depois da mobilização, o governo apresentou uma primeira proposta de reposição que, embora tenha sido considerada inaceitável, pelo menos tirou a negociação do zero. Até então, Ratinho dizia que simplesmente não iria repor os 4,94% acumulados nos últimos 12 meses, exigência mínima dos grevistas.

No total, desde 2016, data do último reajuste para reposição de perdas inflacionárias, ainda na gestão de Beto Richa (PSDB), o funcionalismo paranaense acumula mais de 17% de perdas. Além disso, os servidores pedem a revisão de outros benefícios.

Ratinho, além de propor a reposição em parcelas que vão até 2022, propôs ainda que os servidores, em nome desse reajuste, abrissem mão do direito à licença prêmio. O governador tem dito que não tem como pagar o reajuste.

Nesta terça, além do protesto, há uma reunião entre governo e sindicatos para que mais uma vez se tente chegar a um acordo.

Últimas Notícias