Bares podem ser obrigados a apoiar mulheres que estiverem sendo assediadas | Plural
8 out 2019 - 21h35

Bares podem ser obrigados a apoiar mulheres que estiverem sendo assediadas

Projeto de Lei quer obrigar estabelecimentos a auxiliar mulheres em situação de risco

Vai chegar ao plenário da Câmara de Curitiba um projeto de lei para “obrigar bares, restaurantes, cafés, quiosques, praças, centros, complexos gastronômicos, restaurantes, casas noturnas, casas de eventos e de shows a adotar medidas de auxílio à mulher que se sinta em situação de risco”.

A iniciativa, de autoria da vereadora Maria Letícia (PV), pretende garantir que mulheres em risco possam ser deslocadas em segurança para outro local. “O estabelecimento pode pedir a um funcionário que chame um motorista de aplicativo ou taxi e acompanhar a vítima até o carro. Ou mesmo, que este funcionário acompanhe a vítima até o próprio carro ou auxilie na comunicação à polícia, com relato da situação”, explica Maria Letícia. “Vale lembrar que são com pequenas atitudes, que empoderem as mulheres, que vamos conseguir combater a violência de gênero. Não há outra solução: é preciso empatia, políticas públicas e apoio mútuo.”

A proposta, apelidada de “Drink Maria da Penha”, deve ir para a votação nos próximos meses. Se aprovada, os estabelecimentos deverão fixar cartazes informativos nos banheiros ou outros pontos do local informando a disponibilidade de ajuda.

Colaborou Rafaela Moura.

Últimas Notícias