Uma história de meninos - Jornal Plural
12 nov 2020 - 10h48

Uma história de meninos

Conta Comigo é baseado em conto de Stephen King

Conta Comigo é um clássico. Tanto pela história de amizade entre quatro garotos, quanto pela música de Ben E. King, pelo conto de Stephen King, e ainda por ter River Phoenix (1970-1993) em um de seus primeiros papéis. Assim como Heath Ledger (1979-2008), ele era um artista promissor, talentoso e bonito, e morreu precocemente.

Foi lançado aqui no Brasil em 1986, dirigido por Rob Reiner, também ator e filho do ator e produtor Carl Reiner. Na época, os filmes de adolescente de John Hughes estavam no auge. E Conta Comigo não decepcionou na arrecadação.

Não é pra menos. Baseado em um conto de King, o longa prende desde o início. O suspense fica por conta de um corpo encontrado na floresta, perto de um trilho de trem. Estamos no verão de 1959. Dois grupos disputam o encontro do cadáver: um de adolescentes “bad boys”, que têm carro, e a turma de quatro meninos, que têm por volta dos 12 anos. O que transforma o filme, também, num road movie, com os percalços enfrentados pela turma, que vai a pé e sem dinheiro.

Mas o que importa mesmo é a amizade. Principalmente o laço que une Gordie e Chris, vividos por Will Wheaton e River Phoenix. Chris vem de uma família de golpistas e, por isso, é mal-visto na cidadezinha. Gordie perdeu o único irmão, mais velho, que era adorado por todo mundo.

O longa é um flashback de Gordie, agora escritor, papel extraordinário de Richard Dreyfuss. Ele está escrevendo a história do filme, movido pela notícia da morte de Chris.

E por falar em escritor, tem um filme dentro desse filme: é Gordie contando para os amigos, em torno de uma fogueira, uma historinha de terror que ele bolou. É uma pequena joia dentro do longa. Só que não é exatamente de terror…

Bônus extra: Kiefer Sutherland no papel de Ace Merril, líder da gangue de adolescentes. Como sempre, a presença de Kiefer é marcante.

Este texto é de responsabilidade do autor/da autora e não reflete necessariamente a opinião do Plural.

Últimas Notícias