Garotas, garotas, garotas e muito rock | Jornal Plural
16 set 2020 - 11h29

Garotas, garotas, garotas e muito rock

The Runaways conta a história da banda homônima formada por garotas

The Runaways é um filme que começa com uma enorme gota de sangue caindo na rua. É menstruação de uma garota. Na cena seguinte, uma garota compra uma jaqueta de couro igual à de um homem. Logo depois, uma garota corta os cabelos, ela mesma, com uma tesoura, igual ao David Bowie. Estamos nos anos 70.

É história de garotas, fazendo rock ‘n roll, dirigida por uma garota. E que rock ‘n roll! É Joan Jett! Gostem ou não gostem da música dela, Jett é uma mulher corajosa, que sempre enfrentou o machismo da indústria da música.

A diretora, Floria Sigismondi, é italiana, mas cresceu no Canadá. Fotógrafa, dirigou vários clipes de… rock. Bowie, Bjork, Marilyn Manson, Muse, entre outros. Ela mesma é uma figura bem… rock’n roll. Dirigiu episódios de The Handmaid’s Tale e um longa de terror recente, The Orphans.

Flora também escreveu o roteiro, baseada no livro de Cherrie Curry, Neon Angel: The Cherie Currie Story. Cherrie foi vocalista da banda The Runaways, que no longa é interpretada por Dakota Fanning. 

Joan Jett, guitarrista, vocalista e compositora, é vivida por Kristen Stewart. O produtor e empresário da banda, Kim Fowley, é o sempre ótimo Michael Shannon.

O longa é uma história real, com as clássicas adaptações e invenções para um filme. Foi lançado em 2010. A história é atemporal, e também repetitiva, porque toda história de banda o é, com os típicos percalços, fama, sexo e drogas. Mas esta é de garotas fazendo rock. 

Tem referências a Bowie. Tem muito machismo que elas enfrentam. Tem a exploração do corpo de uma adolescente. Tem a famosa cena em que, num ensaio, o produtor chama piás adolescentes para jogar latas vazias nas meninas. Raiva! Raiva! Eu quero ver raiva! Diz ele. Realmente, foi a primeira banda só de garotas do rock. Vale a pena assistir, esquecer, e voltar a ver anos depois, como eu fiz. Tem partes boas, no início, e tem as ruins.

Um adendo. Joan Jett, nascida em 1958, continua na ativa. É dona de um corte de cabelo copiado até hoje. Ao lado de Joni Mitchell, ela foi considerada entre os 100 melhores guitarristas do mundo. OS 100, vejam, e não AS 100. Que coisa.

The Runaways está no Now.

Este texto é de responsabilidade do autor/da autora e não reflete necessariamente a opinião do Plural.

Últimas Notícias