fbpx
Vizinhança

Boechat defendia quem sofria abusos do poder. Eu soube o quanto isso valia

Escrito por Rogerio Galindo
Compartilhe

Boechat fazia o bom jornalismo: estar do lado certo, defender a boa causa, denunciar os abusos do poder, correr riscos em nome da democracia.

Compartilhe

Quando a gente foi processado de forma covarde por dezenas de juízes no Paraná inteiro por divulgar informações absolutamente verdadeiras, muita gente ficou do nosso lado.

Mas na “grande imprensa” a única pessoa que falou tudo como tinha que ser dito, com os pingos nos is, sem se preocupar ele mesmo em ser processado, foi o Boechat.

Lembro exatamente de como ele lavou nossa alma naquele dia, enquanto a gente abandonava as famílias para sofrer perseguição jurídica em algum município do interior.

Ele fez isso pela gente. Fez por muita gente. E o nosso dever, como jornalistas, é fazer isso mais e mais vezes.

Porque jornalismo é isso: é estar do lado certo, é defender a boa causa, é denunciar os abusos do poder, é correr riscos em nome da boa causa, da democracia.

Havia quem considerasse as generalizações dele perigosas. Pode ser. Eu sempre me diverti muito ouvindo e aprendi demais. Agradeço em nome de todos os colegas.

E lamento. Como lamento.

Sobre o autor

Rogerio Galindo

Rogerio W. Galindo é jornalista e tradutor. Responsável pelo blog Caixa Zero, é um dos profissionais que criaram o Plural.jor.br

Deixe seu comentário